Betina e a bonita Carne de Sereia

Betina e a bonita Carne de Sereia

A cena se repete. Olhos pela janela, preguiça e espreguiçadeira formam um par dentro da menina e de sua calma. Betina revela sua musicalidade entre os acordes próprios do single “Carne de Sereia. A música tem a participação de Chiquinho e Missionário José, do Mombojó, a produção de China, mix de Diogo Valentino, do Supercordas e máster de Buguinha Dub. Esse time infalível simplifica o trabalho melodioso da cantora. Quando ela inicia a música com: “deixa…” os próximos minutos se tornam livres.

Betina tem um som pautado pelo sol. São correntes que vão se soltando, a menina na janela – figura que insiste em aparecer quando toca a música – celebra a paz fora de hora, a nostalgia em meio ao caos, a beleza da maré à sua frente. É amor de mar. Sem ressaca ou tempestade, é a calma do pescador e sua rede, Betina arranca a simplicidade e pede para que tudo mais escape pelos dedos. Concordo.

Pela voz bonita, mansa, a fórmula para se manter alguém por perto é inserida na faixa. A segurança é de um abraço, quando ela diz:

e fiquem ligados que dia 05 de agosto sai o disco.

Share Button

Mariana é de gêmeos, capixaba e jornalista, não necessariamente nessa ordem. Está em dúvida se gosta mais de ler ou de escrever. Espero que nunca descubra.

Recommended Posts