Coletânea: Me Deixa em Paz

Coletânea: Me Deixa em Paz

Amar o que machuca talvez seja um dos grandes mistérios do amor. Não se ama por oxigênio, tampouco por alicerce. Ama-se o improvável de tudo. Amar é dar adeus às certezas do mundo. E é por não entender a estranha lógica do amor que o peito dói tanto tentando compreender o que não foi feito para tal.

Partir não está ligado ao ato de reconstrução. Há quem parta exatamente porque cansou das coisas no lugar e da respiração sem ofegância.

Há quem parta porque não suporta mais a falta de fragilidade do outro. Essa mania de demonstrar força a todo instante cria muros psicológicos ao redor da nossa doçura.

Há quem parta porque cansou de ser chamado pelo nome todos os dias. Quem ama, esquece o protocolo. Arromba a porta. Puxa o impensável pelos cabelos.

Há quem parta por amor aos próprios navios.

Há quem parta porque o mar é eterna calmaria. Há quem parta pelas obrigações sádicas do dia, pela vida sem poesia, pela falta de maestria na sinfonia das almas. Amar é sempre mastigar o pedaço intragável das nuvens. (Texto de Ithalo Furtado)


CAPA
01 Como vês - Tono
02 Alma sebosa - Johnny Hooker
03 Você não vai passar - Ava Rocha
04 O peso do meu coração - Qinho
05 Você pensa que me engana - Pélico
06 Não Quero te Agredir - Validuaté
07 Esvaziou - Verônica Ferriani
08 Me Fodi - Talma&Gadelha
09 Te Desejo Mas Te Refuto - Tatá Aeroplano
10 Suma Daqui - Plutão Já Foi Planeta
11 Canção Pra Não Voltar - Leo Fressato

250 Downloads
Share Button

Estuda música desde os 13 anos, desenvolve pesquisa na área da música independente , produtor de bandas de diversos estilos e compositor de trilhas sonoras.

Recommended Posts