Discos Escondidos #030: Vanusa – Vanusa (1969)

Discos Escondidos #030: Vanusa - Vanusa (1969)
by

Vanusa é uma cantora que dispensa apresentações. Nascida em São Paulo e criada em Minas Gerais, a cantora passou pela Jovem Guarda, pela psicodelia e se tornou um dos grandes nomes da música brasileira com álbuns fantásticos na carreira.

Entre 1968 e 1974, a cantora lançou cinco álbuns – vale lembrar que todos eles se chamavam Vanusa. Entre eles, especificamente no Vanusa (1973) e Vanusa (1974), foram lançadas duas de suas mais famosas canções: Manhãs de Setembro e Sonhos de um Palhaço, no seu quarto e quinto álbum, respectivamente. Porém, o Vanusa “2”, de 1969, é para mim o melhor álbum da carreira da cantora.

Existe uma velha lenda na música que os álbuns e shows tem de ter um cadência em W. Para entender, análise a letra como um desenho: Começamos lá em cima, abaixamos um pouco, levantamos a bola novamente, damos uma acalmada e terminamos lá em cima. Mas esse álbum não abaixa NUNCA! E isso é maravilhoso.

Do álbum, destaco tudo, mas para citar algumas faixas: Meu depoimento, Que você está fazendo neste tão frio, O que é meu é teuEi solAtômico platônico, a bela versão de SunnyCaminhemos.

Sem mais delongas, Vanusa e seu segundo álbum homônimo:

Share Button

Cineasta, escritor e compositor, vive procurando novos discos pra ouvir e é fanático pela música dos anos 60 e 70. Escreve sobre Discos Escondidos nem tão escondidos assim e seu EP "4 Baladas Vermelhas" foi lançado em Dezembro de 2014 aqui no Jardim Elétrico.